Serviços Municipalizados de Água e Saneamento

  

EdificioSedeContadorMuitoAntigo2

 

Os Serviços Municipalizados foram fundados a 18 de agosto de 1937 e em 1938 foi instalado o primeiro contador de água. Passados quatro anos da sua fundação, em 1941, a rede de água na cidade estava concluída, ficando em aberto a fase de aperfeiçoar e ampliar.

 

A 1 de abril de 1956, passam a integrar a componente elétrica e esta torna-se a sua principal orientação. Passados nove anos a eletrificação do Concelho era quase total, com exceção de Alviobeira e Beselga, enquanto a rede de abastecimento de água, limitava-se à zona da cidade e às aldeias de Venda Nova e Calçadas.

 

A eletricidade atinge portanto a supremacia em relação ao abastecimento de água. Em 1976, face à desproporção existente entre o total das redes elétricas e as redes de abastecimento de água, os Serviços planeiam orientar os investimentos para o desenvolvimento das redes de água e de saneamento e em 1981 entra em funcionamento a primeira rede de esgotos, nas freguesias rurais [Curvaceiras] e no ano 2000 entra em funcionamento a ETAR da cidade. A alienação dos Serviços de eletricidade para competência da EDP acontece em 1985.

 

Em 2015, a gestão dos resíduos urbanos e limpeza pública passam a integrar os serviços dos SMAS. Com a experiência e o saber acumulados e com a grande vontade de bem servir e melhor trabalhar, os SMAS, tentam no dia-a-dia, aperfeiçoar os atributos do serviço prestado no âmbito da distribuição de água em quantidade e qualidade, na recolha de esgotos domésticos e na gestão de resíduos urbanos e limpeza pública, tentando praticar os melhores custos e elevar ao nível da excelência que o setor de atividade em que se trabalha exige e continuando atentos às mudanças e transformações que se vão operando no Setor em que desenvolvem a sua atividade e adaptando a Organização aos novos paradigmas que se vão deparando, sejam de natureza legal ou outra.